25 abril, 2012

6:24 a.m. (parte VI)


Esta tarde,

O Inverno veio mais uma vez abraçar a Primavera,
E eu, caio redondo aos pés da inveja,
Mas esta noite, não.

Encosta a porta e corre para o meu lado,
Fada de coração rápido e mãos frias.
Diz-me o teu nome para eu poder sonhar com ele,
E minha querida, até a lua se deitar, sonhei.


O seu sorriso fazia-me enaltecer o escuro,
A sua voz embalava e aquecia-me.
Toca qualquer coisa para mim,
Ficarei aqui até ao fim.


Conta-me quem tu és,
Perde-te em mim e pede-me ajuda para emergires...
Canta e fecha os olhos da chuva à tua volta,
Ouvirei-te até ao fim.

Tens um ramo de flores, amor e chocolate no chão,

Tive de afastar metade de mim,
Para que tu possas sentir a minha pele gelada.
Dá-me a mão e vem... 


Olá de novo, estranha...
Dança comigo, morre comigo.



7 comentários:

xaninha disse...

Lindo :')
Cada verso, cada palavra... Simplesmente lindo!

Feelings of Teen disse...

está lindo ;)

CM disse...

ameeei! o blog está fantástico e a música.. adoro! :)

Anônimo disse...

estas apaixonado, muito bonito!

Aileen disse...

Adorei o poema*
tem um quê de intimo e cumplicidade ...
by the way amo a música :P i have the same :) beijinhooooo
boa semana

bruni disse...

já nao escrevias a algum tempo.. mas continua magnifico e eu continuo apaixonada pelas tuas palavras. esta tao bonito..

nês disse...

Muito bonito, perfeito! Escreves muito bem :)
sigo *