17 fevereiro, 2012

13∞


Foge dos meus sonhos, é uma ordem. Não te quero assim, egoísta eu como tu, mas não te quero assim. Alegra-me ver-te só e a cantar aos vales por tradição, mas a tua nova aura esvazia-me. Retorno a mim em noites negativas e a única companhia que tenho, sou eu mesmo na voz de um insecto que por pena pára ao ver-me. Isso e talvez o pensar que estás desapaixonada, agora, a maré varreu as meias palavras pisadas na areia, serão sempre tuas meu amor. 

Desculpa mas tenho de desligar as luzes, prometo espreitar o teu sorriso a cada dia, mas com uma condição, na minha cabeça, ele será meu.

19 comentários:

bruni disse...

isto continua maravilhoso, e tambem tinha saudades de dar aqui um saltinho! está cada vez mais puro e bonito, continua filipe :')

Susan disse...

a pessoas que nao merecem nada s: é tao complicado.

Renata disse...

obrigada! Adorei*

Aileen disse...

oh eu também já terminei os exames, mas ando em aulas outra vez :S gostei deste teu texto. Consegues mesmo cativar com a escrita :) :)

Alice disse...

Muito obrigada, mesmo *-*

dianadíaz ! disse...

amo o teu blog, escreves mesmo bem! sigo ;)

Susan disse...

é complicado filipe s:

sophia disse...

obrigada :)

SaraN disse...

li alguns textos e estão fantásticos! sigo *

Lily disse...

adorei, muito bom :)

xaninha disse...

Obrigada : )
Gosto imenso deste teu texto. Maravilhoso*

Susan disse...

por vezes nao penso assim s:

SaraN disse...

Oh, ora essa*
obrigada eu :)

Filipa disse...

Gostei imenso do texto (;

mb ♥ disse...

estou a seguir * adorei!

mb ♥ disse...

agora já dá. pensava que tinha seguido mas não :) obrigada!

Filipa disse...

Sim espero que sim e rápido (;

Saraaaa * disse...

mesmo!
adorei, escreves tao bemm *.*

mai disse...

Obrigado :)