19 janeiro, 2012

10∞


Velório iridescente, é o que está escrito no vosso bilhete, meus amigos. Resguardado de toda a imundice que me cerca, poucas saídas encontro. E sabes, tu não és uma delas por pesar meu, o nevoeiro que escolhes fez de ti trivial.
Mais uma vez, ao longo do meu atalho, paro, fumo, baixo a cabeça e abraço o sol que me calhou. 
Oro por alguma luminosidade no teu olhar, e volto a curvar-me. Agito as chaves e espero que repares no número da minha porta.
 É tarde e o relógio já é só para enfeitar, mas gostava de saber o que estás a pensar neste momento ou o que te faz ter mãos frias. 
Sonhador, é assim que ela me insulta, e eu... Não respondo.

18 comentários:

bruni disse...

"é tarde e o relógio já é só para enfeitar" que fantástico.. adoro

xaninha disse...

"Sonhador, é assim que ela me insulta, e eu... Nao respondo."
Gosto muito!

Renata disse...

É mesmo querido*

xaninha disse...

De nada, obrigada eu : )

Susan disse...

Oh obrigada filipe *

Carina Félix disse...

gostei imenso, segui*

m.inês disse...

acredita! muito obrigada! ((:

Carina Félix disse...

oh, muito obrigado, fico bastante contente por saber isso :)

wendy disse...

nunca digas nunca.. e as pessoas por vezes mudam. s:

filipa margato disse...

gosto imenso do teu blog :)

filipa margato disse...

já estou a seguir :) ainda bem que gostaste xd

filipa margato disse...

muito obrigada :)

patricia meneses disse...

oh, muito obrigada.
E eu gostei do teu :)

bruni disse...

estou com grande dor de cabeça e tudo o que entra entoa muito alto.. oh eu sei obrigada

bruni disse...

oh mais uma coisa: adoro orelha negra, a música é linda

bruni disse...

é como eu! vou tentar da melhor forma, obrigada obrigada

Mariana Silva disse...

Adorei aqui!!

http://se-encontrar.blogspot.com/

Aileen disse...

eu já nem sei que te dizer, visto os teus post serem sempre tão bons. Adorei! Sonhadores todos nós somos, uns mais que os outros, é uma 'doença' que a mim também me afecta. Mas faz bem levitar em coisas que queremos que aconteçam, que desejamos, que pensamos que são a verdade e a realidade das nossas vidas. Mas cuidado, sonhar demasiado alto leva a ilusionismo que depois custam caro. Fiquemos pelo sonho breve e inconstante, pela fugacidade de momentos que julgamos ser vida!